Há muitas formas de idas...
e tantas outras de voltas.

Partir... é inerente não só a nós humanos...
mas por todos aqueles que podem
deslocar-se do seu habitat natural.

O homem... pela sua racionalidade...
torna-se entre todos os

seres da natureza um ser muito especial...
meio onipotente... soberano...  único...
desafiador... conquistador... até destruidor!

O desconhecido é uma alucinação para ele...
querer ultrapassar barreiras... dificuldades...
ter o apogeu... é algo que fascina e seduz...

Partir ao encontro de um amor...
é algo tão encantador...
quanto desejar atingir a Lua com as mãos.
Trazê-la delicadamente até o ser amado...
nele acomodá-la...
com toda sua luz linda... prateada...
cintilante... faz bem à alma...

Todas as estrelas do firmamento... se unirão...
e como que um condão de fadas...
iluminarão caminhos... montanhas... mares...
rios e cascatas espalhando muito brilho...
que cristalizados...
serão os diamantes mais puros jamais vistos!

E... na volta... abraçados...
percorrerão caminhos nunca antes avistados...
que cobertos por... cascalhos de rubis...
topázios... esmeraldas... águas marinhas...
refletirão no olhar... todas as cores e...
um arco-íris esplendoroso vindo dos céus!!!

Voltar!
Voltar!
Depois... Ficar...
Ficar...
Ficar e...
AMAR!!!

 

 

 

 

 

 


 


 

Pelo EnvioWebaguia

Pelo Outlook

 

Fale com a autora:  lyzcorrea@hotmail.com


Adicionar este site aos seus Favoritos
|    Home    |    Menu    |    Voltar    |

|    Livro de Visitas    |



Desde 29.01.2010,
você é o visitante nº


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 1024 X 768
Copyright© A Gralha Azul - 2009 - Todos os Direitos Reservados