Num céu todo azul.

nuvens esparsas,

leves como plumas,

passam vagarosamente

fazendo sombra sobre a terra!

 

Um vento morno sopra.

Azáleas e brincos de princesa,

num vaivém, esparramam pelo chão

suas flores coloridas!

 

É nesse cenário encantador

que da minha janela

avisto um beija-flor.

 

Pequeno, irrequieto,

nervoso, enciumado

nenhuma outra ave ousa

em suas flores pousar!

 

Na beleza de sua natureza

paira no ar,

vibra as asas intensamente

sugando o néctar das flores.

 

É como um beijo...

roubado, molhado

desejado...

E as flores

ouvindo seus desejos

deixam-se embriagar!

 

Como que por encanto

Parte... alça seu vôo.

em busca quiçá, de

outros amores

 

Mas à tardinha

Qual um enamorado saudoso

Retorna às mesmas flores sugadas

E como um ritual...

as beija freneticamente.

O encantamento permanece.

E... ali... estão...

flores maculadas

O jardim em flor

E... soberano

 

Um beija-flor!
 


 

 


 


 

Pelo EnvioWebaguia

Pelo Outlook

 

Fale com a autora:  lyzcorrea@hotmail.com


Adicionar este site aos seus Favoritos
|    Home    |    Menu    |    Voltar    |

|    Livro de Visitas    |



Desde 29.01.2010,
você é o visitante nº


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 1024 X 768
Copyright© A Gralha Azul - 2009 - Todos os Direitos Reservados