Uma ternura imensa brota

pelas incertezas e dúvidas

em um coração apaixonado.

 

Uma ternura encanta

faz sonhar

deixando nesgas de saudade

porque não pode aconchegar

um coração magoado.

 

Tombará a tristeza

nos braços da saudade

e na violação do bem querer

na interrogação do que é amar

prende-se, nas raias das emoções!

 

Uma amargura extrema vem

pisoteia a alma

arrasta a tristeza

deixa desilusões.

 

Saudade

pelos caminhos recorta

os laços da majestosa e infinita

solidão

que em brumas se envolveu.

 

Não conhecer a vida

é indefinição

é protegê-la nos braços

de uma morte prematura

é açoitar o coração.

 

Mas na justiça

na Onipotência do Senhor

benditas sejam todas as bem querências,

benditos sejam todos os afagos

e todos os amores!

 

Que não se percam as ilusões,

que não se lancem aos ares

a beleza dos olhares,

a candura dos lábios róseos!

 

Nas desconcertantes frases

ditas ao léo,

pingam e cingem-se aquelas

mais lindas e canoras

aos ouvidos complacentes

daquele que como um trôpego

lança prantos desvairados,

não aos céus,

mas deixa nas amarras do coração

feixes de luz... e de... brilhos

e todos os amores

ternos... serenos... apaixonantes!

 


 

 


 


 

Pelo EnvioWebaguia

Pelo Outlook

 

Fale com a autora:  lyzcorrea@hotmail.com


Adicionar este site aos seus Favoritos
|    Home    |    Menu    |    Voltar    |

|    Livro de Visitas    |



Desde 29.01.2010,
você é o visitante nº


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 1024 X 768
Copyright© A Gralha Azul - 2009 - Todos os Direitos Reservados