Se das lágrimas derramadas,

Em cada gota permanecesse

Um pouco de angústia

Quiçá de sofrimento

Nas faces estariam estampados

Pequenos fragmentos de esperança

Retalhos de corações dilacerados

Anseios de almas dispersadas

 

Resplandecendo ao Sol

Um encantado arco-íris

Cristaliza as cores da vida

Antes escondidas na solidão

 

Por que espalhar gotas

Pelos caminhos

Tão dispersos quanto

Os pensamentos?

 

Enamorados sentam-se

À beira do regato

Revelando um quadro

Onde tudo é luminoso

 

Num segundo as gotas de lágrimas

Derramadas evaporam

Deixando nas lembranças 

Apenas alentos de esperanças

Sonhos de felicidades

 

 

Deixe aqui o seu recado para a autora

 


 


 

Pelo EnvioWebaguia

Pelo Outlook

 

Fale com a autora:  lyzcorrea@hotmail.com


Adicionar este site aos seus Favoritos
|    Home    |    Menu    |    Voltar    |

|    Livro de Visitas    |



Desde 29.01.2010,
você é o visitante nº


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 1024 X 768
Copyright© A Gralha Azul - 2009 - Todos os Direitos Reservados