A AUTORA NA ÁUSTRIA

/

 

 

 

Nos momentos de nostalgia, tenho o hábito de abrir arquivos de fotos das viagens que fiz.

Gosto de ler as poesias, as crônicas, os contos, e outros tópicos do meu site e recordar aqueles momentos em que dediquei horas e horas para escrever.

Quantas vezes observei os passarinhos nas árvores do meu jardim e da rua, quantas vezes ri dos colibris irrequietos e ciumentos que beijavam as flores do pé brinco de princesa enrolado num cedro na frente da minha casa.

MINHA CASA

Quantas vezes debrucei-me na sacada para ver vizinhos passarem e que saudades daquela sacada, onde por anos ajudei meu marido a nela caminhar com muita dificuldade, face sua sequela por um AVC.

Quantas vezes desci a escada que dava na garagem para levar minhas cachorrinhas no jardim e com elas correr nas calçadas, era para mim um exercício constante.

MINHAS CACHORRINHAS BELINHA E MEMÉ

Quantas vezes nessas idas e vindas, ficava nas pontas dos pés para olhar um riacho ao lado da casa, com suas laterais cobertas pelo mato.

Quantas vezes reclamei sua limpeza na Prefeitura e sua canalização.

Quantas vezes chorei ao lembrar dos dias felizes quando meus pais eram vivos e todos os domingos nos reuníamos para o almoço.

Quantas vezes sorri aos lembrar das pescarias em Itapoá na beira da praia quando com familiares e um casal amigo,disputava-se quem mais pescava e qual o maior peixe.

Quantas vezes lembrei das cidades onde morei no decorrer da vida funcional minha e do esposo e dos amigos que nelas deixamos.

Quantas vezes lembrei das amiguinhas das minhas filhas, dos alunos das escolas onde lecionei e dirigi, das crianças especiais que atendíamos e encaminhávamos e posteriormente acompanhávamos nas escolas indicadas para sua recuperação.

Quantas vezes fiquei inerte, calada, refletindo apenas.

MINHAS BISNETINHAS HELENA E LARA

Quantas vezes, agradeci e agradeço ter minhas netinhas saudáveis e lindas.

Creiam, espero que bênçãos recaiam sobre mim, minha família e meus amigos, porque doçuras da vida todos esperamos, somos encantados não perfeitos, mas ingressamos no mundo com uma missão, e dela não desviamos porque tudo está escrito nas estrelas.

 

 

QUANTA DOÇURA

 

 

 

 

 

Deixe aqui o seu recado para a autora

 

 


 


 

Pelo EnvioWebaguia

Pelo Outlook

 

Fale com a autora:  lyzcorrea@hotmail.com


Adicionar este site aos seus Favoritos
|    Home    |    Menu    |    Voltar    |

|    Livro de Visitas    |



Desde 29.01.2010,
você é o visitante nº


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 1024 X 768
Copyright© A Gralha Azul - 2009 - Todos os Direitos Reservados