Como aquele que deu voltas e voltas pelas estradas do céu sem saber em qual porto fincar âncora, não esqueça que os astros e estrelas ressurgem pelo mundo, e, nem todos olham por onde caminharam ou para onde irão.

Olhe para o mar, para o azul infinito dos céus e sem prender-se a nada caminhe, vagueie qual o pássaro liberto, respire profundamente e siga seu destino.

Tente agora parar um pouquinho e, calado, descubra os sons celestiais.

Naquela dobra do mundo, procure saber qual estrela, ou qual astro, pode estar aquele a quem o irradiará de esperanças, de amores, como o Sol quando ilumina a Terra e todos os astros.

Não estamos sós, devemos compartilhar os sonhos, as ilusões, as ideias, os pensamentos, os desejos, e todas as mudanças necessárias.

A humanidade caminha para não se sabe onde, vai em busca do que?

Neste momento pense que além de você, muita coisa existe e tenha a certeza que ao descobrir que precisa de muitas mãos nas suas, em especial duas muito desejadas, seus olhos pararão naqueles olhos, naquela boca tão sonhada!

Caminhar para as mudanças de vida serão sempre pelos amores sentidos, pelas satisfações armazenadas e como que por encanto sentimentos fortalecem-se.

Aquele homem e aquela mulher do Universo como andarilhos, ao encontrarem-se num momento qualquer, juntos, verão o brilho das estrelas.

Quantos olhares cruzarão aquele porto seguro, quantas infindáveis luzes cintilarão vibrantes e uníssonas e quando do abraço forte e quente, do beijo molhado tão sonhado, recobertos por névoas prateadas... se vão... repletos de muito amor!!!

 

 

 

 

Deixe aqui o seu recado para a autora

 


 


 

Pelo EnvioWebaguia

Pelo Outlook

 

Fale com a autora:  lyzcorrea@hotmail.com


Adicionar este site aos seus Favoritos
|    Home    |    Menu    |    Voltar    |

|    Livro de Visitas    |



Desde 29.01.2010,
você é o visitante nº


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 1024 X 768
Copyright© A Gralha Azul - 2009 - Todos os Direitos Reservados