Quando temos à noite uma Lua brilhante nos céus, estrelas surgem alvissareiras e também com brilhos azuis prateados, nos causam não nostalgia, mas fazem brotar nos corações reações de profundos sentimentos.

Quando o silencio profundo e penetrante teima em permanecer, que podemos dizer dos momentos em que ações foram impensadas, atitudes não analisadas.

Ao buscar-se o equilíbrio entre o algo distante, e, aquilo que está bem próximo, pode-se dizer que como as almas que vagueiam pelo espaço, também busca-se no além uma resposta para aquilo que incessantemente buscou-se e, parece que a procura foi em vão.

Aqueles passos dados por caminhos tortuosos, porém repletos de flores e arbustos, passando-se lentamente, ouve-se a sinfonia cantada pelos passarinhos canoros e ai... como aloja-se no coração aquele amor tão sonhado, tão procurado.

Vão-se os colibris até as flores dos trigais sugar o néctar precioso e adocicado que nas campinas expandem-se para todos os lados, até onde a visão pode alcançar e aquela troca sensível e linda entre o beijar em cada florzinha que aparece e o que dizer quando pode-se pensar como as pétalas daquelas flores que enfeitam os jardins, entregam-se às carícias do toque suave.

Parece que todas as flores dos ramalhetes perfumados quedam-se numa entrega um tanto sutil e medrosa culminando em instantes de amores e de suprema emoção.

 Mas quando da saudade não há violação das leis da razão, porque na entrega total não há maldades mas sublimes encerramentos de desejos onde a fidelidade oferece aos corações todas as certezas.

Quando no turbilhão dos sentimentos não houve dúvidas mas programação para uma vida consciente e decantada, nada tombará, porque nos abraços arrasta-se canduras, deliciosos sentimentos e assim o mundo torna-se sem mistérios, porque ali existe apenas muito... amor!!

Deixe aqui o seu recado para a autora

 


 


 

Pelo EnvioWebaguia

Pelo Outlook

 

Fale com a autora:  lyzcorrea@hotmail.com


Adicionar este site aos seus Favoritos
|    Home    |    Menu    |    Voltar    |

|    Livro de Visitas    |



Desde 29.01.2010,
você é o visitante nº


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 1024 X 768
Copyright© A Gralha Azul - 2009 - Todos os Direitos Reservados