Tarde radiosa e linda

quando o Sol como que

incrustado numa rocha azul

resplandecente do céu, sorri.

 

Na praça efervescente da cidade

um ônibus para, abre as portas

recebe passageiros divertidos

que em caravana buscam o lazer.

 

Cai a tarde e o crepúsculo

nostálgico leva esperanças

como o cálice de vinho branco

espumante no brinde da partida.

 

Pela estrada corre por entre campos,

serras, matas, plantações, cidades

e com a prece serena de

chegar a Bonito, Mato Grosso do Sul.

Aqui e ali pássaros alçam vôos

são as rasantes em busca do alimento

que pródigo, trás bandos de andorinhas

na recompensa pela jornada tão longa.

Retalhadas pela estrada, punhados de matas

viçosas protegem o solo bendito

e qual crianças que desfilam no outono

amigos da Sindafep confraternizam.

Nas corredeiras balançando os barcos

na guerra das águas encharcados até a alma

é na ternura do companheirismo no dar as mãos

na descida à caverna azul, maravilhosa!

No burburinho quando embarcados no Poeirinho

na harmonia dos sons e dos aromas campestres

o cheiro do gado mistura-se com o dos regatos

que vigilantes são como símbolos da esperança.

 

Escutem aqui bem baixinho amigos

saibam que, sejam nas manhãs radiosas

ou nas noites inebriadas pela Lua

aquele sonho vivido por todos

foi o mais real jamais vivido.

 

Se nas faces lívidas sintetizavam felicidade

balouçará sempre em cada um de nós

a esperança do retorno ou a ida

em busca de novos altares.

 

Bonito, Mimoso, Rio do Prata, Mato Grosso do Sul

berço de tantas e tantas histórias

com cinturões de bravos indígenas mudaram

o perfil da tríplice aliança.

 

Digamos nas estrofes de todos os versos

eternamente seja assim seu destino

com o canto da passarada, o murmúrio das cachoeiras

o nado suave dos peixes.

 

O enrolar abrupto da serpente

o alegre saltitar dos animais por entre os ramos

das árvores frondosas que buscam no alto

os raios do Sol.

 

Que não se percam como as pétalas das flores

caídas ao chão, a vontade sublime

dos aposentados da SINDAFEP em

deslumbrarem-se com o companheirismo

e a vontade sublime de estarem

fortes como os feixes atados junto ao coração!!!

 

 

 


 


 

Pelo EnvioWebaguia

Pelo Outlook

 

Fale com a autora:  lyzcorrea@hotmail.com


Adicionar este site aos seus Favoritos
|    Home    |    Menu    |    Voltar    |

|    Livro de Visitas    |



Desde 29.01.2010,
você é o visitante nº


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 1024 X 768
Copyright© A Gralha Azul - 2009 - Todos os Direitos Reservados